Fibrose cística atinge cerca de 800 crianças por ano no país


>



Infecção respiratória de repetição, tosse, secreção, falta de ar, má absorção dos alimentos, desnutrição e diarréia podem ser a manifestação de uma doença genética incurável, resultado de uma mutação no gene regulador transmembrana (CFTR). A fibrose cística ou mucoviscidose ainda é pouco conhecida pela sociedade, mas atinge cerca de 700 a 800 crianças por ano no Brasil. Dessas, apenas 200 conseguem diagnosticar a anomalia instalada no cromossomo. Só na Bahia existem 400 casos registrados apenas em paciente ainda na infância.

O diagnóstico da doença é feito através do teste do pe-zinho. O ideal é que, até os primeiros 30 dias de vida, o bebê seja submetido ao exame, mas a preferência é entre o segundo e sétimo dia. A Portaria 822, de 6 de junho de 2001, prevê a fibrose cística entre as doenças apontadas através do Programa Nacional de Triagem Neonatal, o teste do pezinho. Mas a medida só foi implantada, até o momento, em Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e São Paulo.

A transmissão da fibrose cística é feita através do pai e da mãe. Se ambos tiverem o gene anômalo e a criança herdar os dois, ela nascerá com a doença. A manifestação, no entanto, pode acontecer na fase infantil ou adulta. A pneumologista Maria Angélica Santana explica que, quanto mais cedo for o diagnóstico, maior a sobrevida do paciente. "A prevenção é uma boa nutrição e sessões de fisioterapia", acrescenta.´

Diagnóstico precoce -  Se o diagnóstico for realizado no estágio avançado da doença, ela pode até provocar a morte. "Não temos registros de quantos óbitos, porque a fibrose cística é confundida com outras patologias", informa Maria Angélica. A ação do gene anômalo no organismo afeta diretamente o pulmão e, às vezes, o sistema digestivo. Ele impede o transporte de líquido dentro das células, o que resulta em um muco espesso e desidratado responsável pela obstrução das vias aéreas. E o pulmão perde a estrutura funcional.

Segundo a pneumologista, existem 1.500 mutações, mas não há como classificá-las em graus. A mais comum no Brasil é a Delta S 580. O tratamento consiste em sessões de fisioterapia para limpeza do pulmão, já que não existe remédio para secar a secreção, ingestão de medicamentos para absorção dos alimentos, nebulização de três a quatro vezes ao dia e boa alimentação, mesmo havendo falta de apetite.

Fibrose cística atinge cerca de 800 crianças por ano no país Fibrose cística atinge cerca de 800 crianças por ano no país Revisado by Dani Souto on 06:19 Nota: 5

Nenhum comentário