Ginástica laboral é tema de Congresso em Curitiba


>



O uso da ginástica laboral como prevenção de doenças ocupacionais foi escolhido como tema do 4º Fisiotrab (Congresso Brasileiro de Fisioterapia do Trabalho), que acontece nos dias 26 e 27 de junho, no Estação Embratel Convention Center, em Curitiba. O Congresso acontece paralelamente a 11º Prevensul Paraná - Feira e Seminário de Saúde e Segurança do Trabalho, que ocorre no mesmo local.

A prática da ginástica laboral - um conjunto de exercícios que visam à melhoria fisiológica do indivíduo para o trabalho, tem se mostrado muito eficaz na prevenção e qualidade de vida nas empresas, especialmente para evitar as temidas doenças  ocupacionais. "LER (Lesões por esforço repetitivo) e DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho) são algumas doenças que não têm cura e podem levar à aposentadoria precoce, trazendo prejuízo ao funcionário e à empresa", explica a presidente do 4º Fisiotrab e coordenadora de Relações Institucionais da Abrafit - Associação Brasileira de Fisioterapia do Trabalho, Lucy Mara Baú.       

Elaborada de acordo com a necessidade de cada tipo de trabalho, a ginástica proporciona melhor desempenho dos funcionários. "A ginástica laboral representa uma relação custo-benefício muito vantajosa, além de fortalecer a imagem da empresa junto ao colaborador e aos consumidores", ressalta. Outros resultados mensuráveis são o aumento da produtividade e a redução dos acidentes de trabalho e gastos com assistência médica. Para desenvolver um programa de ginástica laboral são coletadas informações sobre a postura durante o serviço, os movimentos realizados e o posto de trabalho. Com base nesses dados são determinados os exercícios que serão utilizados.

Na prática, as empresas que adotam a ginástica laboral percebem que os benefícios vão além da saúde física dos funcionários. "O trabalhador pode perceber aumento da circulação e oxigenação, melhora da flexibilidade, diminuição do sono durante as atividades e melhora da qualidade de sono no período de repouso, correção da postura, redução das tensões musculares, aumento do ânimo e melhora da agilidade, concentração e coordenação motora", enumera a fisioterapeuta do trabalho.

Resolução reconhece a especialidade                                     

A resolução 351 do Coffito - Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - do dia 13 de junho de 2008, reconhece a fisioterapia do trabalho como especialidade do fisioterapeuta. "Isso traz um reconhecimento da nossa especialidade, além de contribuir para a melhoria dos resultados de programas de ginástica laboral aplicados nas empresas com um profissional qualificado", salienta. O fisioterapeuta do trabalho atua em um sistema multidisciplinar com áreas como a psicologia, segurança do trabalho, educação física e medicina do trabalho, no qual cada profissional tem sua função. "O fisioterapeuta do trabalho tem uma visão global do ambiente de trabalho e do sistema produtivo das empresas. Além disso, trabalha focado na identificação do risco de doenças durante a execução das atividades laborais, podendo desenvolver uma atividade dirigida", explica Lucy Mara Baú.

Serviço

4° Fisiotrab - Congresso Brasileiro de Fisioterapia do Trabalho
Data: 26 e 27 de junho
Horário: 8h30 às 18h45
Local: Estação Embratel Convention Center
Mais informações: 41 -3026 2602 ou www.prevensul.com.br/fisiotrab

Ginástica laboral é tema de Congresso em Curitiba Ginástica laboral é tema de Congresso em Curitiba Revisado by Dani Souto on 12:28 Nota: 5

Nenhum comentário