O perigo dos cursos de final de semana na fisioterapia


>



Participo da lista EFISIO, e alguns dias atrás teve um questionamento muito pertinente que envolve os cursos para fisioterapeutas de 10,12 horas, terminologia desses cursos e o que envolve as especialidades da fisioterapia.

O questionamento, que partiu do Dr. Fabiano Bartmann, que recebeu um curriculum de uma fisioterapeuta que tem um curso de Técnicas osteopáticas. E depois procurou na própria net e descobriu algumas escolas oferecendo essa formação em cursos de 1 semana ao pouco mais.

Sabemos que uma das especiliades que o COFFITO reconhecia era a Osteopatia.

Então o Drº perguntou

"- Qual a diferença entre a formação de especialização e técnicas osteopáticas?

- Se o COFFITO reconhece a especialização em osteopatia, como pode existir um curso com um pedaço da carga-horária reconhecida?

- Se o fisioterapeuta faz o curso de técnicas osteopáticas, qual o impedimento legal de ele anunciar que tem formação em osteopatia ou técnicas osteopáticas?" (SIC)


Se o COFFITO determinava a Osteopatia como especialização e tem cursos de 1500 horas sobre essa formação, ter um curso de "final de semana" que ofereça um resumo dessa especilização é tentar "vender um produto" para fisioterapeutas através desses cursos.

Não é correto fisioterapeuta colocar no curriculum formação em técnicas osteópáticas e sim que que ele fez um curso sobre isso tal assunto. Formação exige curso com muito mais horas e estudos que esses cursos de final de semana.

Termino esse post com mais duas observação do Drº Fabiano:

"O fisioterapeuta que cursa uma especialização reconhecida pelo COFFITO, com 360 horas de carga horária, está sendo ENGANADO.
E "Título de Especialista em Terapia Manual Osteopática", não existe perante o COFFITO. Pode existir para o MEC, que autoriza as universidades ministrarem cursos de especialização com 360 horas."

"Sobre usar ou não titulações.
Em tudo tem que haver o bom senso, mas no meu ponto de vista, existe um desespero de vender o produto e publica tudo que pode e não pode."

1ª OBS.: E como tudo na vida é aprendizado, o próprio Drº corrigiu-me quando me fez a seguinte pergunta: "Queria te perguntar uma coisa, que me chamou atenção: especialização em RPG. Onde tu fez essa especialização? Te pergunto, até onde eu saiba, o RPG é uma técnica."

O RPG não é uma especilização como estava no meu perfil feito a algum tempo.

2ª OBS.: A reprodução do conteúdo foi autorizado pelo Drº Fabiano.
O perigo dos cursos de final de semana na fisioterapia O perigo dos cursos de final de semana na fisioterapia Revisado by Dani Souto on 08:26 Nota: 5

Um comentário

Juliana Montes disse...

Boa colocacao Daninha... Como eu sempre falo, há uma ganancia enorme desses cursos de final de semana e que a nomeclatura confunde bastante!

Bjo e boa semana...