Fisioterapeutas querem mais vagas na rede pública de saúde


>



Popularizar a fisioterapia é o tema central do XVIII Congresso Brasileiro de Fisioterapia, que começou na manhã desta quarta (14), no Rio. São dois mil participantes e 1.380 trabalhos científicos inscritos, que serão apresentados durante os quatro dias de evento. 

Segundo a presidente da Comissão Social do Congresso, Solange Canavarro, a inclusão social é uma das grandes preocupações dos profissionais.

"Apesar de existirem 200 mil fisioterapeutas no Brasil, as classes menos favorecidas não têm acesso. O número de fisioterapeutas na rede pública ainda é insuficiente para atender à demanda", afirma ela. 

Segundo ela, um manifesto será entregue às autoridades estaduais, para que aumente o número de fisioterapeutas da rede pública de saúde. 

RPG para comunidades

Fisioterapeuta e uma das organizadoras do curso de RPG (Reeducação Postural Global) no Rio, Mônica Botelho Rodrigues contou que já existe, ainda no papel, um projeto de consultoria de RPG para a população carente. 

 

"Isso já é feito em São Paulo, e a idéia é conseguirmos fazer aqui no Rio. O RPG está se popularizando a cada ano, tanto na procura dos pacientes, quanto na busca da especialização pelos profissionais", disse.

 


Imaginar movimento também dá resultado



Segundo ela, a vantagem desse tratamento é a velocidade do resultado: já na primeira sessão o paciente sente a diferença

A chamada imagética motora é um dos destaques dessa edição do congresso. O trabalho consiste em simular mentalmente os movimentos. 

A técnica ajuda na recuperação de pacientes paralisados, na performance de atletas ou até mesmo de músicos. 

"O paciente que está parado em cima da cama, sem pode se mexer, quando imagina o movimento, ele ativa as mesmas áreas cerebrais de quando se pratica uma atividade física", explicou Canavarro. 

Ela ressaltou que os exercícios precisam ser orientados por um profissional, pois são muito específicos. 

Serviço: 
Local: Centro de Convenções Sul América, na Avenida Paulo de Frontin. 
Data: do dia 14 ao dia 17 
Horário: das 10h às 17h

Fisioterapeutas querem mais vagas na rede pública de saúde Fisioterapeutas querem mais vagas na rede pública de saúde Revisado by Dani Souto on 07:29 Nota: 5

Nenhum comentário