Grupo que teve fisioterapia associada ao tratamento reduziu em 4,49 dias de dores de cabeça no mês


>



Tratamento contra enxaqueca ganha importante aliado. Para amenizar a dor crônica que acompanha significativa parcela da população em todo o mundo, estudos da USP de Ribeirão Preto comprovaram a eficácia da fisioterapia associada ao tratamento convencional com medicação. A pesquisa foi realizada por pesquisadores de diferentes áreas da saúde ligados à Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP e trata-se do primeiro ensaio clínico, conduzido por grupo brasileiro, que mostra a atuação fisioterápica sobre enxaqueca.

 

O objetivo foi conhecer a ação de técnicas especificas aplicadas no pescoço de pessoas que sofrem da doença, já que essa abordagem ainda é pouco conhecida nacionalmente. Conta a fisioterapeuta Lidiane Lima Florencio, integrante da equipe da USP, que 50 pacientes seguidos no Ambulatório de Cefaleia do Hospital das Clínicas da FMRP (HCRP), todas mulheres em tratamento medicamentoso, participaram do estudo.

As pacientes foram separadas aleatoriamente em dois grupos: um que, além dos remédios, passou por atendimento fisioterápico durante um mês, e outro, que só recebeu medicação convencional para a doença.

Os resultados deixaram claro que "a adição do tratamento da fisioterapia, direcionado ao pescoço, ao tratamento convencional medicamentoso, acelera a melhora clínica, a percepção quanto a essa melhora, a satisfação com o tratamento e ainda reduz a sensibilidade dolorosa local", confirma a fisioterapeuta Lidiane.

Redução de dor

Logo após o término das sessões, ainda no primeiro mês de avaliação, o grupo que teve fisioterapia associada ao tratamento reduziu em 4,49 dias de dores de cabeça no mês. No mesmo período, o grupo controle, só da medicação, tinha reduzida apenas 3,68 dias.

No segundo mês de avaliação, um mês após o fim das sessões fisioterápicas, a redução dos dias de dor das pacientes que haviam recebido fisioterapia foi ainda maior, de 5,21 dias de dor de cabeça, enquanto que o outro grupo teve redução de 4,6 dias de dor.

As técnicas de fisioterapia fizeram diferença também sobre a intensidade e a sensibilidade da dor relatadas pelas pacientes. Numa escala de zero a 10, o grupo com fisioterapia disse que a intensidade da dor diminuiu 0,17 no primeiro mês e 0,11, no segundo. Os números para o controle foram de 0,04 e 0,06, respectivamente para primeiro mês e segundo mês de avaliação.

A pesquisadora conta que diversos estudos clínicos envolvendo a fisioterapia e enxaqueca foram realizados em vários outros países. A maioria deles porém, embora demonstrem a eficácia das técnicas fisioterápicas, não apresentam qualidade metodológica para essa confirmação.

Apenas um estudo canadense realizou um ensaio parecido com o conduzido agora no Brasil e também constatou redução das dores no grupo que combinou tratamento convencional com fisioterapia.

A confirmação desses benefícios ao tratamento da enxaqueca pela equipe brasileira teve reconhecimento internacional. A pesquisa foi publicada em edição do final do ano passado da revista norte americana Archives of Physical Medicine and Rehabilitation.

Assim, os resultados desse estudo reforçam a importância do fisioterapeuta na avaliação e tratamentos desses pacientes. Lidiane diz que a eficácia obtida nos protocolos com técnicas que testaram proporcionará benefícios reais de alívio de dor e relaxamento muscular, diminuindo os efeitos negativos da enxaqueca.

O estudo é parte da tese de doutorado da fisioterapeuta Maria Claudia Gonçalves, orientada pela professora Débora Bevilaqua Grossi, apresentada em 2014 ao Programa de Pós-Graduação em Reabilitação e Desempenho Funcional da FMRP.

 

Ao lado das fisioterapeutas, estavam ainda a pós-graduanda Gabriela Ferreira Carvalho e a professora Thaís Cristina Chaves. Também integraram o grupo os professores da Neurologia, Fabíola Dach, José Geraldo Speciali e Marcelo Eduardo Bigal.

Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: